#despedida

para você.

vou falar da nossa despedida

de quando você

despediu-me do seu coração,

deu as contas à minha vida.

era tarde,

foi a tarde,

por volta das quatorze horas,

da tarde.

bati no portão

que você abriu,

toquei no coração

que você fechou,

trancou

e me expulsou.

descobri que sou legal,

íntegro, top demais, um show,

um luxo que virou lixo,

pois só sirvo para ser amigo,

sou bom em fazer amizades.

fui de tarde,

fui tarde,

tarde demais

para nunca mais

voltar ali

e sentir

teu cheiro combinando com o meu

em formato de abraço.

fui embora,

em boa hora.

quando sai,

chorei.

p.s.: estou me fazendo bem.

#novidade

Um dia já te fui novo,

minha idade já foi surpresa,

meu cheiro despertava saudade,

nossos encontros eram novidades

que davam bom embrulho na barriga.

Cai a noite,

vem o dia.

Caí na rotina,

Caí da tua rotina.

Não sou mais tão novo,

nem tenho novidades, só a fria normalidade

da morna rotina.

Quero é ser novo,

De novo.

Ser Tua nova idade,

Trazer ‘novaidade’,

pois já não tão novo.

#(Cor)Ação

Tenho os pés no chão

fixados no solo

enraizados no mesmo lugar:

plantados no mundo.

O meu coração passeia por ai

aquarelando de cor em ação à inércia do mundo

pulsando em c(oração) pelos menores

sem se importar que horas são.

O mundo está apertado

contido em minha mochila

disperso em sonhos

fazendo andaça nos devaneios atoa.

Com o pé no chão

meu coração pulsa pelo mundo

passeia pelos mundos

de corações que nasceram em mim.

#aDeus

Ao Pai da vida, Dono das luzes,

entrego meus dias,

cada riso nosso,

a lágrima nossa de cada dia.

Amém.

O teu amor nos foi dado

e como sou enxergado

busco ver,

viver,

compadecer

por um mundo de igual para igual,

pelo meu desigual.

A Deus dou as dores e horrores,

adeus dou a tristeza que sem motivo chega

digo adeus ao vazio que tenta preencher  o meu eu,

mas a Deus não dou adeus.

Dou a mão e coração.

Clamo:

Dai-nos o riso nosso de cada dia.

Amém.

#travesti

à Rebecka

Ele continua lá,

Nunca saiu do seu lugar,

Mas ela que responde,

Ela, invasora dele.

Ele tentou se achar,

Ela veio como resposta.

Ele tinha feridas,

Nela veio a cicatriz.

Ele queria ser amado,

Ela espera o amor

Em cada esquina por aí.

Entre ele e ela,

há uma brecha,

existe fé.